quarta-feira, 31 de outubro de 2012

‎"As vezes nos sentimos presos, como um pássaro na gaiola esperando anos para voar. Afogado na solidão das próprias lágrimas, o pássaro nunca tem coragem de fugir, de se expressar, de tentar crescer e se expor, ele não quer fugir, talvez porque ele ache que fora da gaiola há pássaros muito melhores que ele. Ele se imagina voando, sempre, mas só imagina. Acontece, que a sua gaiola já abriu várias vezes, mas ele não voou, é por que ele não sabe voar? Não, é por medo de não saber, mas ele nunca tentou. Ele só não voou porque tem medo, apenas medo. Quando ele decidir sair de sua gaiola, se libertar, se expressar para esse mundo, quando ele voar, talvez seja tarde demais. Ele verá que perdeu tantos anos trancado na gaiola por medo das outras pessoas, me desculpem, "pássaros". Depois que ele saí da gaiola, ele ainda voa baixo pra não chamar a atenção dos outros pássaros, ele se esconde, mas ele não sabe que suas asas possuem a capacidade de voar mais alto que qualquer outro pássaro, ele não enxerga isso, porque nunca tentou, ele nunca tenta. Mas e aí, você já abriu sua gaiola?"
 Tauane Vassoler

0 comentários:

Postar um comentário