quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Mamãe disse que eu não posso mudar o mundo


Em alguma floresta que nós duas consumávamos caminhar juntas, nos morros da minha cidade, voltei a vê-la hoje, depois de muito tempo. Acontece que não é mais floresta... Não há mais árvores, não tem mais o rio em que costumávamos observar, só há casas e terrenos sem ocupação, tudo destruído, tudo morto. 
Então eu reclamei, a viagem inteira, até chegarmos em uma grutinha, onde também costumávamos ir. Eu disse: - Mãe, isso é horrível, eu tenho vontade de destruir todas as pessoas de destroem as árvores, eu queria ver como eles iriam ficar se o lar deles fossem destruídos.
Aquela floresta era lar de muitos tipos da aves, pica-paus, tucanos, etc, o onde estão agora? Não sei... E tenho medo de tal resposta.
Minha mãe olhou pra mim e disse: - Filha, você não conseguir mudar o mundo.
Eu não consegui olha-lá por um momento, não queria que ela visse a expressão de desaponto que cobriu o meu resto, eu não consegui falar nada, apenas mantive a cabeça baixa. Talvez ela não falou por mal, mas aquilo me atingiu. Depois de um momento parada, eu apenas virei para ela e disse: - Pelo menos eu não vou estragá-lo.
E assim então ficou tudo silêncio, não pude ver a expressão do rosto da minha mãe, pois tinha medo, eu sempre tenho medo do que as pessoas com que me importo possam pensar de mim.

Isso foi a prova de que nem sempre nossas mães estão certas, elas são seres humanos, elas erram. Eu não falei mais nada sobre isso com minha mãe, mas vou falar aqui.
Quem pode dizer isso? Não há ninguém que possa dizer isso para você. Se você quer mudar o mundo, você pode! Por isso que ele está como está hoje, as pessoas acham que não podem muda-lo, não podem pelo menos melhorá-lo, ficam sentadas, esperando que os outros façam, sem vontade, esperança, alienados naqueles estúpidos programas de tv e produtos inúteis que fascinam e mente tola.
Pare com isso, abra os olhos! Você pode sim mudar o mundo, nós podemos mudar, todos juntos, melhora-lo. Qualquer coisa pequena que a gente faça, mais simples que seja, mas que faça o bem, pode ajudar e contribuir, mostre-se um verdadeiro ser humano, a raça mais forte, mais inteligente. Hoje em dia, digo que macacos são mais inteligentes do que nós, mais sensatos, pelo menos.
"Ah mas ora Tauane, você não faz nada pelo mundo", ah mas faço sim, estou fazendo agora, eu tento ajudar as pessoas, tento avisá-las, conscientizá-las, eu tento, e nunca vou desistir. Eu me acho nova, ainda não tenho uma voz formada, mas quando eu crescer, eu quero gritar para o mundo, eu quero fazer tudo o que eu puder, se eu precisar processar alguém, processo. Quero participar de Ongs, quero viajar pela África, ajudar os necessitados, salvar vidas, eu não quero passar o resto da minha vida esperando que as outras pessoas façam isso por mim, eu não quero pensar que eu não posso fazer isso. Eu quero fazer a diferença, não só pro mundo, mas para mim, ajudar nos ajuda, nos transforma em pessoas melhores, eu quero ser melhor. 
Faça o que puder, pode ser pequeno, mas é das pequenas coisas que se encontram grandes resultados como eu sempre digo, não desista, nunca deixe ninguém dizer que não é capaz de nada, não deixe que as dúvidas e as criticas te tirem dessa batalha, você é um guerreiro, eu tenho certeza, não desista da luta, não importe o quanto ela dure, se todos nos conscientizássemos, o mundo poderia mesmo melhorar, e ele irá, se você ajudar.
Precisamos ter confiança, acreditar em nós mesmos, precisamos de amor.
- Tauane Vassoler
  

2 comentários:

  1. Acho incrível pessoas que se importam, que sentem realmente as dores da natureza \:
    Parabéns por ser um humano de verdade, e valeu pelo bom exemplo!!

    ResponderExcluir
  2. muito obrigada *-*
    Eu não quero apenas me importar com isso, quero que as pessoas se importem também...

    ResponderExcluir