quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Jane Austen of the Week - Filmes baseados nas obras e na vida de Jane Austen - Parte 1

 Jane Austen faz muito sucesso até hoje, na verdade, faz mais sucesso hoje do que na sua própria época, pode-se dizer. Com certeza essa fama toda teria de acarretar alguma coisa, e uma dessas "coisas" foram as adaptações de filmes para sua obra e até mesmo sua vida, eu como fã de carteirinha de fã nº1 de J. Austen resolvi falar o que eu penso sobre essas adaptações com minhas críticas, opiniões, pontos de vista, conhecimento das obras e da autora e também, avaliando-as com notas. Gostaria de fazer sobre todas as adaptações, porém, antes preciso reler alguns dos livros da Jane para lembrar direito da história e comparar os detalhes.

Avaliação Filmes inspirados nas obras da Jane Austen:


Orgulho e Preconceito - 2005: Nota 9
 Aqueles belos figurinos merecem nota 10, os atores expressaram suas emoções muito bem, Matthew como Sr Darcy ficou perfeito, na minha opinião, o verdadeiro Sr Darcy é como ele interpretou, a sua insegurança com Elizabeth e sua arrogância escrita por Jane Austen, sua seriedade etc, mas também cultivo uma grande paixão pelo jeito do Sr Darcy feito por Colin Firth, eu realmente não sei julgar qual deles é o melhor. Assim digo de Keira, a personalidade de Elizabeth retratou muito bem como ela é no livro, seu humor, seu orgulho, sua espiritualidade, Jane Bennet ficou perfeita, a inocência, a doçura, e a atriz era realmente linda (minha atriz preferida, deixem-me babar ovo pela Keira). Um personagem que deixou muito a desejar foi Caroline Bingley e um pouco mais de sua arrogância e desprezo. Também senti falta do Sr Wickham, senti falta daquele cavalheirismo dele, no livro ele parece alguém muito mais extrovertido e carismático, fora esses dois, todos os personagens ficaram muito bem feitos e não deixaram fugir as características que Jane escreveu no livro, até a Sra Bennet ficou afetuosa como deveria ser. E a trilha sonora? PERFEITA, uma das melhores trilhas sonoras de filmes já feitas! Então, se tudo no filme está perfeito, por que eu dei 9? Pela modificação na história, sim, mudaram algumas coisas, algumas cenas foram mescladas, outras cortadas, no livro Elizabeth conta para Jane do pedido de casamento do Sr Darcy para ela, o que eu acho isso muito importante pois retrata a confiança das duas irmãs, no filme isso não teve. Não teve a visita do Sr Darcy para Elizabeth em Derbyshire, não teve os comentários do Sr Darcy sobre os belos olhos de Elizabeth, não teve o Sr e a Sra Hurst e muitos outros detalhes que posso considerar importantes no livro, fora essa modificação, o filme foi muito bem feito e realmente, está perfeito, admito que é a minha adaptação preferida de Orgulho e Preconceito.


Becoming Jane - 2007: Nota 6
 Vocês devem se perguntar o porquê da baixa nota para o doce e belo filme "Becoming Jane", bem, com certeza eu tenho meus motivos. Todos sabemos que Anne Hathaway é uma atriz maravilhosa, mas quando eu assisti o filme, para mim a Anne era apenas a Anne, não a Jane, na minha opinião, foi um dos personagens mais "sem vida" que ela interpretou, foi um dos personagens que ela menos conseguiu "encarnar" ele.. Ok, eu assisti legendado, se você assistiu legendado também deve ter visto que o sotaque da Anne não conseguiu se fechar com o verdadeiro sotaque britânico, era realmente estranho de ouvi-la forçar o sotaque, se é que ela forçava. E também, a imagem que passaram da Jane nesse filme é totalmente falsa, todos sabemos que Jane não era inocente, no filme fizeram ela parece ingenua, insegura e meiga, mas qualquer Janeite (fã da Jane Austen) sabe realmente a sua personalidade forte, sua opinião concreta, seu humor sarcástico, sua língua afiada, suas palavras com amargor e sua habilidade de criticar os outros. A história é realmente linda, o figurino, as músicas e o cenário são realmente bem feitos e combinam com a época, porém, além de inventarem mais do que a verdadeira história de Jane e Lefroy, os atores não combinaram com os verdadeiros personagens, na verdade, os verdadeiros personagens nem estavam lá, pois aquela Jane do filme não era a verdadeira Jane Austen.


BBC - Miss Austen Regrets - 2008: Nota 10
 Aí temos um filme sobre a vida da Jane Austen merecedor de todos os tipos de elogios. Representaram a personalidade da Jane muito bem, o cenário estava maravilhoso, o filme foi baseado em histórias concretas e verdadeiras sobre a vida da Jane Austen, os atores estavam ótimos e os figurinos esplêndidos. O filme é emocionante e retrata a verdadeira situação da nossa heroína Jane em seus últimos anos de vida, mostra que Jane tinha problemas como qualquer outra mulher solteira da sua época. A BBC fez um ótimo trabalho, como sempre.


BBC - Orgulho e Preconceito 1995: Nota 9
 A adaptação da série de 4 episódios ficou totalmente fiel ao livro, teve muitos detalhes do livro, as cenas não foram modificadas e a série foi muito bem feita. O figurino era excelente, retratou mais a época do livro do que na adaptação de 2005, porém, o cenário de 2005 ainda é considerado melhor pra mim, mesmo o cenário da adaptação de 1995 sendo muito bonito. Bom, eu poderia dar 10, com certeza muita gente deu 10 à essa adaptação, porém, faltou uma coisa na série, que talvez você concorde ou não. Os personagens interpretaram muito bem, realmente, as personalidades ficaram todas iguaizinhas às do livro, a unica coisa que deixou a desejar foi o afeto do Sr Darcy com a Elizabeth. "Mas como Tau?" Sim, eles foram fiéis ao livro, as cenas foram iguais, mas as expressões e emoções do Sr Darcy e Elizabeth quando estavam juntos deixou muito a desejar, pareceu tudo muito rápido, eles agiam com muita naturalidade, faltou aquela troca de olhares, aquela insegurança, aquela afetuosidade, na série parece que foi tranquilo demais. "Ah, mas é porque no livro é assim", talvez, mas livro é uma coisa, filme é outra, no livro Jane não pode ficar retratando toda vez que Darcy se sentia inseguro, o brilho do seu olhar quando via ela, os olhares que trocavam, as emoções dos personagens, faltou isso, e eu acho que por isso que adaptações são boas, as expressões dos atores podem passar a nós muitas coisas sobre as cenas. Mas claro, foi romântico também, os atores interpretaram muito bem, porém, senti falta de um pouco de emoção no rosto dos personagens.



As Patricinhas de Beverly Hills/Cluless (Emma) - 1995: Nota 10
 Eu adoro esse filme, o filme foi baseado em Emma, mas claro, não é nada de época e muito menos aquela coisa romântica Jane Austen. Cher (a personagem principal) é totalmente a Emma da atualidade, mimada, rica, sempre se "metendo" na vida dos outros, mas muito doce e leal, é o livro Emma em uma versão dos anos 1995, não tem muito o que falar do figurino ou do cenário, pois não se encaixa na época de Jane Austen, mas essa versão de Emma ficou perfeita, vale muito a pena assistir.


Lost in Austen (Série) - 2008: Nota 10
 Com certeza uma das adaptações mais engraçadas que já fizeram para as obras da Austen. Conta a história de Amanda Price que encontra Elizabeth Bennet, sua personagem favorita, no banheiro de sua casa, e lá descobre uma porta, onde nela pode-se entrar no mundo de Orgulho e Preconceito, e Amanda acaba substituindo Elizabeth, que agora está vivendo no "nosso" mundo. Amanda tenta fazer com que a história que está vivendo seja igualzinha a do livro, mas acontece que ela modifica tudo, o que torna mais engraçado ainda. Com certeza me rendeu boas risadas, aquele Darcy é lindo, os personagens são perfeitos, o figuro, o cenário, tudo, exatamente como deveria ser, por um simples problema, a Amanda! A série foi muito caprichada e bem feita, entrou para minha lista de séries preferidas, mesmo tendo apenas 6 episódios.


O Diário de Bridget Jones (Orgulho e Preconceito) - 2001: Nota 10
 Colin Firth está mais Sr Darcy nesse filme do que no próprio Orgulho e Preconceito, na minha opinião, mas deixemos isso de lado. Como não rir da desastrada Bridget e suas situações constrangedoras? A adaptação foi feita de acordo com o livro "O Diárdio de Bridget Jones" que foi inspirado em Orgulho e Preconceito, mas também uma versão atual, onde a história dos personagens são semelhantes, mas claro, de um modo mais engraçado e até, constrangedor. Ri demais, me apaixonei totalmente pelo filme e estou doida pra ler o livro que deve ser melhor ainda.

Com certeza alguns de vocês podem ter opiniões contrárias, mais aí depende de cada pessoa, além de envolver minha própria opinião, também envolvi meu senso crítico, porque se tem uma coisa que eu sobre é Jane Austen e sei que tenho o direito de julgar as coisas que estão relacionadas as obras e a vida da Jane. Mas é isso aí, indico todos os filmes, são todos muito bons e caso você não goste de Jane Austen, comece assistindo Orgulho e Preconceito de 2005 que tenho certeza que pode se apaixonar pelo filme tanto quanto eu.

0 comentários:

Postar um comentário