sábado, 10 de agosto de 2013

O que há por trás de objetos perdidos?

Cavocando e mexendo na terra, uma luz me chamou a atenção, a luz do sol refletia no prata de um velho anel enferrujado e abandonado. Sem mais nem menos, recolhi o anel, ele estava enterrado, eu o lavei bem e pude vê-lo melhor. 


Sabe o que é engraçado? Eu poderia ter visto esse anel em alguma loja de bijuterias, mas ele não teria me chamado a atenção, não tem nada demais. Porém, algo me fez gostar dele, simplesmente por eu achá-lo, por ser um mistério de como ele estava lá e a quem ele pertenceu.


Se eu o tivesse comprado, sua história seria sem graça, da fábrica foi as lojas, milhares de anéis seriam iguais ao que eu comprei. Agora, quem carregou ele? Por que ele caiu? A mulher que o usava não o queria mais? Ela ganhou de alguém amado que magoou seus sentimentos? Ela estava praticando um assassinato e o anel dela caiu? Ou ela era a vítima de assassinato? HAHA Podemos pensar em mil possibilidades do porquê desse anel estar enterrado uns 4 palmos debaixo da terra.


De quem era eu não sei, talvez nunca vou saber. Se essa pessoa está viva ou morta, se ela me conhece, se ela é alguém especial, se ela é alguém interessante ou profundamente chata. Eu gosto de pensar sobre essas coisas, elas ocupam meus pensamentos. Assim é com a vida, acho que muitas coisas que foram ignoradas e perdidas, podem ter mais valor, elas podem ter uma história incrível, de mil anéis iguais a esse, esse é único, esse tem uma história, mesmo ficando em silêncio debaixo da terra por algum tempo, talvez muito tempo, ele sempre escondeu uma história, algo incrível, muitas pessoas são assim, são ignoradas, aparentam ser ruins, aparentam ser desinteressantes, porém, por dentro da pedra bruta, há ouro. 

2 comentários: