segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Vida, perguntou-me

Vida é a biblioteca de um livro
É o frio de um abrigo
É a sapateira do sapato
É a sola do espartilho
É a cor do vento
É a água com sabor

Vida é canção, sem letra
Sem melodia, sem partitura
É uma poesia sem rimas
Um lago sem peixes
Uma obra de arte desconhecida
A maçaneta de um feixe

Vida é um dança parada
Uma estrada sem caminho
Uma criança chorando
E o adulto sorrindo
São as nuvens sem formas
As estrelas sem brilho
É um pai sem filho

O que é vida? Perguntou-me
Não sei, você decide
Ou o livro da biblioteca
O abrigo sem frio
O sapato da sapateira
A sola do sapato
A cor do céu
A água sem sabor

Uma canção com letra
Melodia e partitura
Uma poesia com rimas
Um lago com peixes
Uma obra de arte famosa
A maçaneta de uma porta

Uma dança animada
Uma estrada com rumo
Uma criança sorrindo
E o adulto abraçando
As formas das nuvens
As estrelas brilhantes
A alegria de um pai e seu filho

Não existe um significado para a vida
Não existe um conceito para viver
Não existe a sola de um sapato
Se o sapato não existir, ou se você não crer




0 comentários:

Postar um comentário