domingo, 1 de maio de 2016

Despedidas

Cada vez em que você parte
Meus olhos transbordam de lágrimas apertadas
Pressentindo a saudade que tua ausência
Vai deixar em mim.

Sempre espero que a saudade vire arte
E que tua ausência tenha fim.

Cada vez em que você parte
Parte de mim vai com você,
Não parte do que eu era antes de te conhecer,
Parte do que eu sou depois de te conhecer.
Aquela parte que me fez provar sensações
Antes nunca sentidas,
Me fez provar do gosto mais saboroso do amor,
O sentimento mais caloroso da vida.

As lembranças da nossa existência me acalentam,
Mas não sei viver de memórias.
Vivo de motivações que me sustentam
Em viver novas histórias,
Em percorrer com você,
novas trajetórias.

Vivo por viver intensamente,
Sentir tudo demasiadamente,
E te amar, descomedidamente.

Cada vez em que largo tua mão
Lembro da primeira vez em que a toquei.
Cada vez que nos despedimos com um abraço
Lembro da primeira vez em que senti teu calor.
Lembro desde o dia em que te beijei
Que enfim pude experimentar o sabor do amor.

E quando eu te beijo,
Com o rosto cheio de lágrimas,
Sei que logo nos veremos novamente.
Mas não posso evitar de sentir,
de forma intensa,
minha abstinência de você.



0 comentários:

Postar um comentário