quinta-feira, 22 de setembro de 2016



Te quero porque quando te vi, naquela noite,
Em meio a tanta gente
Era você quem me estremecia

Te quero porque quando te vi pela primeira vez
Tive a sensação de que
Um dia eu te conheceria

Te quero porque senti
Quando te vi,
Que um dia te amaria

Te quero porque quando nossas mãos se tocaram
O mundo ao redor sumiu
E meu coração enternecia

Te quero porque já conheci tanta gente comum
E você
Foi além da minha fantasia

Te quero porque você temos sede de aventura
Sede de explorar, de descobrir, de libertar
E se quiséssemos nos largar no mundo: nada nos impediria

Te quero porque você luta pelo mesmo mundo que eu
Você acredita na liberdade
E comigo, seja qual for a luta, sei que você lutaria

Te quero porque em meio a tantas mentes medíocres
Tua inteligência incomum, tua intelectualidade exímia
Me excita, me desperta, me sacia

Te quero porque sei que se eu quiser falar
Sobre tudo o que eu sinto
Sei que você me escutaria, me entenderia

Te quero porque conversamos sobre história
Sobre os mais cultos assuntos
Sobre artes, livros, revolução, viagens, astronomia...

Te quero porque contigo entendi o que era o amor
Entendi que a vida vale mais a pena
Quando se compartilha a alegria

Te quero porque mesmo que você não seja poeta
Cada vez em que você fala comigo
Tuas palavras soam como poesia

Te quero porque nas manhãs tu me traz o café
E ainda toca, no teu piano
Minha mais amada melodia

Te quero porque meu coração
Quando te sente
Esquece de sua normocardia

Te quero por tantas coisas
E sei que mesmo em qualquer multiverso
Ainda te quereria

Pois nosso amor atravessa qualquer universo
Nosso amor é intensidade, é ousadia

E a cada dia te quero mais
Pois nosso caos, quanto estamos juntos,
Se torna harmonia

E no nosso mundo
Não há melancolia
Apenas eu, você e a nossa Utopia

0 comentários:

Postar um comentário