sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A liberdade nos persegue...

Você nunca me deu rosas, pois você sempre soube que eu gosto de cultivar flores e vê-las crescerem, não murcharem.
Você nunca me comprou presentes caros, pois você sempre soube que eu gosto de coisas com significado.
Você nunca me deu suas palavras superficiais, pois você sempre soube que eu gostava de palavras profundas, de sentimentos intensos.
Ao invés disso, você me deu tudo o que eu sempre quis,
Sensações
Amor
E liberdade.
E eu nunca lhe exigi nada, mas você sempre me deu a felicidade, com as coisas mais simples da vida, nossas aventuras, nossas viagens engraçadas, conversas cabeças, planos de viagens, risadas e brincadeiras bobas, risos, abraços, choros, sorrisos...
Você não me deu o mundo, pois você sempre soube que eu pertenço a ele, mas você me deu o teu mundo, para que ele possa pertencer ao meu também, e assim, conquistamos-o a cada dia, a cada dia mais o mundo nos consome, para que possamos conhecer cada canto dele juntos.
A liberdade nos persegue, e nós nos entregamos a ela.


 

0 comentários:

Postar um comentário