segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Eu lembro da primeira vez em que você tocou minha mão...

Eu caminhei alguns centímetros à frente, e pedi para você me acompanhar, então, sutilmente, coloquei minha mão para trás e você, suavemente, tocou meus dedos, até que nossas mãos, devagarinho, iam se entrelaçando...

Eu senti meu corpo inteiro estremecer, arrepiei-me de uma forma que me fez paralisar, eu me virei e olhei pra você, e você olhou pra mim, sorrindo. Ninguém já mais havia me tocado da maneira que você me tocou, eu jamais havia sentido isso por alguém...

Eu já tinha sentido que você era especial assim que coloquei meus olhos em você. Em meio a 3 mil pessoas, eu simplesmente te vi, há alguns metros, em meio à multidão e senti algo em você, como se você brilhasse para mim. Por que você, em meio a três mil pessoas? Assim que nos aproximamos, eu entendi o porquê...

Eu sentia, fisicamente, um sentimento novo me consumir, sem mesmo ter falado contigo... Como se era pra ser, como se o mundo tivesse nos colocado no mesmo local, ao mesmo tempo, com um propósito... Tive uma sensação tão forte, que algo de excepcional estava para acontecer. E aconteceu.

Nunca tinha ouvido falar de ti, nunca tinha te visto, falado contigo... Mas eu senti, eu senti que você não era apenas alguém para mim... Eu nunca havia me apaixonado antes, mas assim que eu te vi, eu me apaixonei... Foi algo tão súbito... Que logo me consumiu...E você lembra até hoje, ainda comenta, sobre como meus olhos brilhavam com intensidade na medida em que eu ia me aproximando de ti... Era como se um brilhasse para o outro...

Então, nos conectamos, pelo resto de nossas vidas. Foi de uma maneira tão intensa, como se, o mundo tivesse nos reservado um para o outro, éramos nômades vagando em tribos, até nos encontrarmos, para conquistar o mundo.

Naquela noite, nos isolamos daquela multidão para "deitarmos" debaixo de uma árvore, com um céu estrelado, enquanto eu ia identificando as estrelas e constelações para você, você ia me falando os nomes taxonômicos das árvores que estavam à nossa frente...

"Você fala francês? Eu AMO francês!", então você me contou sobre suas viagens, sobre suas aventuras, e eu ouvia, encantada... Eu sempre quis viajar pelo mundo e você já tinha conhecido tantos lugares incríveis...

"É claro que eu conheço Amelie Poulain, eu amo comptine d'un autre été, até tentei aprender no piano." Então, alguns dias depois, no meu aniversário, você me enviou um vídeo tocando Comptine no piano, seu primeiro presente para mim, a surpresa que me fez chorar. E tínhamos nos conhecido há poucos dias...

"Você pratica arco e flecha? Eu também!" Então compartilhamos nossa paixão por artes medievais ou qualquer coisa que fosse distante dessa realidade. Nenhum de nós acreditava, estávamos extasiados, parecia que cada coisa que um falava, o outro se surpreendia!

Te contei sobre meu sonho de infância, que na verdade ainda era atual, sobre ser astronauta e você me falou sobre sua paixão pela arquitetura, eu jamais havia visto alguém amar tanto o que faz, até hoje vejo teu amor pela tua profissão, pelos teus estudos, sua necessidade de mudar o mundo através da arquitetura... Eu te admirei por isso desde aquele dia.

"É sério que teu filme preferido também é O Senhor dos Anéis? Eu AMO Tolkien, desde criança, já li os livros umas 4 vezes cada!", então você me contou, quando você leu também assim como eu... E eu te imaginei lendo, e pensei: será que já lemos simultaneamente o nosso livro preferido sem ao menos saber?

Teus gostos peculiares eram tão parecidos com os meus... Os livros, as músicas, os filmes, coisas que jamais imaginei que fosse encontrar alguém que gostasse também... Tínhamos tanta coisa em comum... Mesmo que nossas personalidades fossem opostas em muitas coisas, era como se nos equilibrássemos, pois nossos sonhos, nossa sede do selvagem, do mundo, nos unia... Um extasiava o outro.

Eram tantas coisas que iam aproximando cada vez mais as nossas alma... Cada coisa que você falava, eu ainda não estava acreditando que tinha te conhecido... E sabe todos aqueles livros de romance de época que eu gostava? Todos aqueles romances pareceram banais diante da nossa história... Lembro que você me disse, alguns dias depois de nos conhecermos: "Se Tolkien estivesse vivo, provavelmente iria se inspirar na nossa história para escrever um livro", você já sabia que teríamos uma história fantástica...

Falamos sobre tantas coisas naquela madrugada, da meia-noite até a aurora, e eu, saí de lá quando já estava amanhecendo, sendo que eu tinha que viajar de manhã cedinho, mas eu não estava nem aí, e eu não tinha um pingo de sono, na verdade eu estava super entusiasmada. Nunca tinha permanecido tanto tempo em uma festa, e queria poder ter ficado mais. Parecia que eu estava vivendo em um livro... Quase me belisquei para saber se era verdade... Pois foi tudo tão incrível, incrível como todos os dias depois em que passei contigo e ainda vou passar...

Falamos sobre nossos sonhos, nossa sede de mundo, sobre aventuras, sobre nossas vontades, particularidades, intelectualidades, elas eram tão contíguas... Tão conectadas, tão intensas... O tempo voava, enquanto externávamos nossas almas um para o outro, como jamais havíamos feito com outra pessoa.

Eu não sei explicar como o universo nos juntou naquela noite... sorte? Como pode ser sorte eu simplesmente te ver e sentir que algum dia iria te amar? Foi sorte eu te encontrar? Eu não sei explicar, não sei explicar a conexão que tive assim que eu te vi... Só sei que você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida.

Eu te amo tanto e a cada dia amo mais, com tanta intensidade, que sempre que penso em ti lágrimas escorrem do meu rosto porque meu amor por ti é tão forte que me consome e chega a transbordar minha alma...

Eu me encanto contigo todos os dias, e você, mesmo tendo me conquistado no dia em que nos conhecemos, você continua agindo como se quisesse me conquistar, a cada dia. Me fazendo surpresas, planos de viagem, coisas para criarmos juntos como nosso futuro loft, nossa biblioteca e nosso jardim, sempre tentando me agradar, fazendo as coisas que eu gosto, teus presentes élficos (que você mesmo faz) me levando para conhecer lugares diferentes, para acampar, me fazendo tua torta de maçã que eu amo hahaha... Você se importa tanto comigo... Quando estou mal, você faz o impossível para me ver feliz... Mas você sabe do que eu preciso, eu nem preciso lhe dizer, você sente quando eu estou precisando apenas de um abraço forte... De que me escutem... Eu nunca achei alguém assim antes, que soubesse realmente do que eu preciso... Eu já não me sinto mais tão sozinha, incompreendida...

Como você pode me fazer tão bem? Como você pode me compreender tanto? Às vezes penso: você existe mesmo?

Eu nem sabia o que era saudade antes de te conhecer, hoje, quando tu vais embora, meu coração já fica apertado e meus olhos se umedecem, mesmo depois de quase dois anos... Porque quando estamos juntos tudo é tão mágico, temos um êxtase de mundo, de aproveitarmos a vida, de nos amarmos com ímpeto! Juntamos o nosso amor ao mundo e à vida e agora viramos invencíveis!
Naquela noite mágica, aquelas estrelas que pareciam que brilhavam exclusivamente para nós, pois enquanto todos estavam na festa, nós nos refugiamos em nossos mundos particulares para conhecer a alma um do outro... Depois dessa noite, minha vida mudou completamente, pois eu não estava mais sozinha no mundo, descobri outra pessoa para me acompanhar, para quebrar os padrões, para ter sede do extraordinário, do diferente, para amar a vida com intensidade, para tentar mudar o mundo, para sentir que o amor é o sentimento mais forte do mundo...

Parece que todos os dias são como aquela noite, apenas a intensidade do que eu sinto por ti muda a cada dia, pois eu sinto que eu te amo mais a cada segundo e quero sentir para sempre as sensações que somente você me faz sentir.

E teu toque? Ainda me arrepia. Meus olhos ainda brilham quando te vêem. Meu coração ainda palpita quando penso em ti. Teu abraço me conforta. Teu beijo me leva para outros mundos. Teu carinho me acalenta. Tuas palavras me fazem chorar. Tuas piadas, mesmo que bobinhas, me fazem rir...

Você é a pessoa mais incrível que eu já conheci, e meu coração já sabia disso, antes mesmo de nos tocarmos naquela noite... Mas ainda bem que nos tocamos, pois quando isso aconteceu, nossas almas se fundiram, para sempre.

Amin Mela Lle


0 comentários:

Postar um comentário